Qual a importância de se trabalhar com o jornal na sala de aula?

    
Administrador
No livro do aluno, são trabalhados alguns gêneros jornalísticos, como a notícia, a entrevista, a crônica, o texto publicitário, o editorial. Optamos por sugerir uma bibliografia sobre o jornal, por dois motivos:

1º) O jornal é um veículo de informação que tem características próprias: alguns assuntos repercutem no futuro, outros são fugazes, têm interesse momentâneo e, por isso, envelhecem rapidamente. Assim, reproduzir no livro uma primeira página de jornal, por exemplo, para ser trabalhada com os alunos, pode não despertar interesse.

2º) O jornal permite muitas atividades e pode ser trabalhado em todas as séries, ficando a critério do professor dosar as atividades de acordo com seu interesse e o de sua classe.

O trabalho com jornal pode fornecer-nos inúmeras possibilidades de atividades: debate de assuntos que estabelecem relações entre o indivíduo e o mundo que o cerca, diferentes interpretações de um mesmo assunto, estudo dos recursos expressivos e das modalidades de texto próprios da linguagem jornalística, formas de inserir o discurso do outro, inserir ou escamotear a opinião do próprio jornal, análise de jornais que atendem leitores de interesse diversificado, produção de textos específicos desse veículo de comunicação, tais como notícias, editoriais, entrevistas, reportagens, etc. Os livros e artigos a seguir apresentam muitas sugestões de trabalho com jornal:

FARIA, Maria Alice de Oliveira. O jornal na sala de aula. São Paulo: Contexto, 1989 (Repensando a Língua Portuguesa).

BLIKSTEIN, I. Técnicas de comunicação escrita. São Paulo: Ática, 1985 (Série Princípios).

COLLARO, A.C. Projeto gráfico - Teoria e prática da diagramação. São Paulo: Summus, 1987 (Novas Buscas em Comunicação, 20).

HER, Nicole. Aprendendo a ler com o jornal. Belo Horizonte: Dimensão.

______. 100 fichas práticas para explorar o jornal na sala de aula. Belo Horizonte: Dimensão, 1994.

NIDELCOFF, M.T. A escola e a compreensão da realidade. São Paulo: Brasiliense, 1982.

RABAÇA, C.A., BARBOSA, G. Dicionário de comunicação. São Paulo: Ática, 1987.

HARRYS, Ray e Chris. Faça seu próprio jornal. Campinas: Papirus, 1993.

SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas. Atividades para o ciclo básico. São Paulo: SE/CENP, 1993 (A Prática Pedagógica).

______. O texto: da teoria à prática - Subsídios à proposta curricular para o ensino de língua portuguesa - 1o grau. São Paulo: SE/CENP, 1990.

______. Língua portuguesa - 1o grau - 5a a 8a séries. 2. ed. São Paulo: SE/CENP, 1994, v. 1 (A Prática Pedagógica).


 
 
 
O que é gramática contextualizada? Como explorá-la?
O estudo contextualizado de gramática ocorre somente quando feito a partir de situações concretas de uso da língua, ou seja, nos textos reais...
[+] leia mais
O que são gêneros?
A palavra gêneros sempre foi bastante utilizada pela teoria literária com um sentido especificamente literário, identificando os gêneros literários clássicos... [+] leia mais
Por que se pode considerar o gênero como ferramenta?
Bernard Schneuwly, ao lado de Joaquim Dolz, Auguste Pasquier, Sylvie Haller e outros, é um dos pesquisadores do grupo de Genebra que vem desenvolvendo... [+] leia mais
Como ensinar produção textual?
Até recentemente, o ensino de produção de textos (ou de redação) era feito como um procedimento único e global... [+] leia mais
Qual a relação entre gênero e cidadania? Em que medida o trabalho com gêneros auxilia na formação para a cidadania?
Schneuwly faz uma pergunta curiosa: um escritor, hoje,... [+] leia mais
Como os autores compreendem a avaliação?
Concordamos com o ponto de vista de Cripiano Luckesi, para quem a avaliação “é uma atividade que não existe nem subsiste por si mesma... [+] leia mais
Como avaliar a produção de textos?
Tomando como perspectiva o gênero textual e suas características essenciais quanto ao tema, ao modo composicional (estrutura) e o estilo... [+] leia mais
Quais são os projetos que podem dar sentido à produção textual?
1) Necessidade de tornar reais as produções dos alunos, de terem leitores e interlocutores variados e concretos... [+] leia mais
Quais são os gêneros e as técnicas textuais que podem ser trabalhados no Ensino Fundamental?
o bilhete, a carta, o telegrama, o texto narrativo, o conto, a lenda, a receita,... [+] leia mais
Quais são os projetos que podem dar sentido à produção textual no Ensino Fundamental?
jornal falado, criação de histórias em quadrinhos, criação de árvore genealógica, confecção de livros, varal de poesias, contos, crônicas... [+] leia mais
Por que o ensino de produção de texto por gêneros é melhor?
Pensamos que o ensino-aprendizagem de produção de texto pela perspectiva dos gêneros reposiciona o verdadeiro papel do antigo "professor de Redação",... [+] leia mais
Qual a importância de se trabalhar com o jornal na sala de aula?
No livro do aluno, são trabalhados alguns gêneros jornalísticos, como a notícia, a entrevista, a crônica, o texto publicitário, o editorial... [+] leia mais
Como organizar um trabalho com o jornal?
A título de exemplificação de um projeto com jornal, descreveremos uma experiência cujo resultado foi a produção de jornais artesanais... [+] leia mais
Em relação à produção textual, quais são os procedimentos didáticos recomendados pelos autores?
Em relação à produção de texto, propor aos alunos atividades variadas... [+] leia mais